União Europeia amplia sanções contra a Rússia

Jornal da Notícia

GÁS

Os países da União Europeia adotaram um 14º pacote de sanções à Rússia que visa preencher algumas lacunas e atinge pela primeira vez as exportações de gás da Rússia, anunciaram os ministros dos Negócios Estrangeiros da UE nesta segunda-feira (24).

As potências ocidentais impuseram sanções abrangentes a Moscou depois de a Rússia ter lançado uma invasão em grande escala à Ucrânia em fevereiro de 2022, que têm sido progressivamente intensificadas desde então.

As novas restrições ao gás visam reduzir as receitas da Rússia provenientes das exportações de gás natural liquefeito (GNL), proibindo os transbordos – transferência de cargas de um navio para outro – nos portos da UE e uma cláusula que permite à Suécia e à Finlândia cancelar alguns contratos de GNL.

As medidas não chegam a uma proibição da UE às importações de GNL, que aumentaram desde o início da guerra.

As sanções entrarão em vigor após um período de transição de nove meses. O pacote também proíbe novos investimentos e serviços para concluir projetos de GNL em construção na Rússia.

 

Fonte: CNN

 

Compartilhe:

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
0%