Suprema Corte dos EUA decide que ex-presidentes têm presunção de imunidade para atos oficiais no exercício do cargo; Trump comemora

Jornal da Notícia

trump-casa-branca-maio-2017.jpg

Uma decisão tomada nesta segunda-feira (1º) pela Suprema Corte dos Estados Unidos foi comemorada pelos apoiadores do ex-presidente Donald Trump.

A Suprema Corte analisou o recurso do ex-presidente referente às quatro acusações que enfrenta pela tentativa de mudar o resultado das eleições de 2020. Entre as tentativas, a pressão sobre autoridades estaduais para fraudar o pleito, pressão sobre o vice Mike Pence para não certificar a vitória de Joe Biden, e a invasão ao Congresso em 6 de janeiro de 2021.

Duas instâncias da Justiça já tinham determinado que Trump poderia ser julgado por ter se tornado um cidadão comum. Mas no recurso à Suprema Corte, a defesa do ex-presidente argumentou que sem imunidade não se consegue governar, pelo medo da tomada de decisões.

Fonte: JN

Compartilhe:

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
0%