Secretaria de Saúde de Americana inicia vacinação contra a dengue nesta quinta-feira

Jornal da Notícia

vacina um

A Secretaria de Saúde de Americana inicia nesta quinta-feira (11) a vacinação contra a dengue em crianças com idade entre 10 e 11 anos. A vacina estará disponível em todas as Unidades Básicas de Saúde, de segunda a sexta-feira, das 8h às 16h, com exceção da unidade da Praia Azul, cujo horário é das 8h às 20h.

Inicio Vacinação Contra Dengue em Americana

A Vigilância Epidemiológica informou que o esquema vacinal será escalonado, contemplando primeiramente os indivíduos na faixa etária dos 10 aos 11 anos antes da ampliação até os 14 anos, conforme definido pela Secretaria de Estado da Saúde e Ministério da Saúde.

Para receber a vacina, os menores, acompanhados dos pais ou responsáveis, devem comparecer em uma unidade portando comprovante de residência em Americana, documento com foto, Cartão SUS e caderneta de vacinação.

O esquema total será por meio de duas doses, com intervalo de três meses entre elas. A vacina oferece proteção contra os quatro sorotipos da dengue. A recomendação para quem que contraiu a doença recentemente ou está com dengue é aguardar seis meses para receber a primeira dose.

“Estamos mobilizando a nossa rede para o esquema vacinal, de acordo com as diretrizes referentes ao imunizante. A dengue é um sério problema de saúde pública e estamos vivenciando um aumento dos casos graves e óbitos em todo o Estado. A vacina é mais uma aliada para o enfrentamento dessa realidade, mas não podemos nos esquecer também de que é fundamental agirmos para eliminar os focos do mosquito transmissor”, alertou a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Carla Brito.

Ações

Desde fevereiro está em ação a campanha “Americana contra a dengue – Um mosquito não é mais forte que uma cidade inteira”, lançada pela Prefeitura. A iniciativa tem como principal foco os mutirões para recolhimento de materiais que possam se constituir como criadouros.

O trabalho também engloba a revisão e atualização do fluxo de manejo clínico e coleta de exames para diagnóstico, mobilização junto às escolas municipais e estaduais, distribuição de folhetos e cartazes, visitas de casa em casa com remoção de criadouros e orientações e atividades educativas em locais de grande circulação de pessoas.

Somente no mutirão já foram 44,7 mil imóveis visitados e 7,9 toneladas de materiais removidos pelos agentes de controle de endemias.

Fonte: Assessoria Comunicação Prefeitura Americana

 

0%