Prefeito Chico Sardelli inaugura serviço inédito de acolhimento para jovens e adultos com deficiência

Jornal da Notícia

storr

O prefeito de Americana, Chico Sardelli inaugurou o serviço inédito de acolhimento institucional para jovens e adultos com deficiência em Residência Inclusiva no município, na manhã desta segunda-feira (17), na Vila Santa Catarina, acompanhado da secretária de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, Andrezza Rosalém.

Inauguração de Casa de Acolhimento em Americana

O novo serviço vai atender pessoas com deficiência com idade entre 18 e 59 anos, de ambos os sexos, prioritariamente incluídas no Benefício de Prestação Continuada (BPC), em situação de vulnerabilidade social, com vínculos familiares rompidos ou fragilizados, sem condições de autossustentabilidade, de retaguarda familiar temporária ou permanente, ou que estejam em processo de desligamento de instituições de longa permanência.

“O município dá um passo importante na questão do atendimento aos jovens e adultos com deficiência, que passarão a ter acolhimento e acompanhamento de profissionais especializados que ajudarão a desenvolver as capacidades adaptativas dos usuários para a vida diária. Agradecemos à secretária Andrezza e ao governador Tarcísio, que tem um olhar diferenciado para os municípios. É muito gratificante poder entregar mais um serviço de acolhimento para a comunidade e atender efetivamente os que mais precisam e estamos trabalhando para isso”, disse o prefeito Chico.

A secretária estadual de Desenvolvimento Social destacou o trabalho de Americana na área da assistência. “Temos observado o desenvolvimento e a evolução de Americana na área de assistência social. As Residências Inclusivas estão sendo implementadas e, em Americana, estamos atendendo uma demanda importante. Em nome do governador Tarcísio, levamos as políticas de desenvolvimento social para os que mais precisam, valorizando as pessoas mais vulneráveis”, disse Andrezza.

O serviço será administrado pela Associação de Assistência Fonte Água Viva. O acesso às vagas é precedido de referenciamento e encaminhamento pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS).

O vice-prefeito Odir Demarchi também destacou a conquista para Americana. “O serviço oferecido pela Prefeitura vai proporcionar às pessoas com deficiência uma estrutura de atendimento adequada que permitirá o acesso aos serviços socioassistenciais, cuidados especiais, bem-estar e melhoria da qualidade de vida dos atendidos, prioridade na nossa gestão. Temos objetivos e lutas que estamos conseguindo alcançar e vencer. Mais uma conquista para Americana, que foi buscar esse objetivo e hoje estamos entregando à população”, disse Odir.

Os recursos são provenientes do Fundo Municipal de Assistência Social até o limite orçamentário de R$ 1.004,750,88, considerando R$ 497.000,00 de convênio firmado com o Governo do Estado de São Paulo através do Fundo Estadual de Assistência Social.

“Os jovens e adultos com deficiência, em situação de dependência e vulnerabilidade social, terão a partir de agora o serviço de acolhimento para garantir o atendimento 24 horas dos serviços socioassistenciais, promovendo a inclusão social e a autonomia dos usuários. Mais um trabalho que está sendo concretizado no município. Em 2022, quando foi aberta a oportunidade de Americana viabilizar esse serviço de acolhimento, o prefeito Chico prontamente autorizou e hoje temos implantado na cidade, atendendo uma demanda muito antiga do município, conseguindo realizar serviços com muita qualidade em Americana”, enalteceu a secretária de Assistência Social e Direitos Humanos de Americana, Juliani.

Também participaram da entrega os vereadores Marcos Caetano, Miguel Pires e Leco Soares, os secretários municipais Leon Botão (Comunicação e Tecnologia da Informação), Vinicius Ghizini (Educação) e Pedro Peol (Esportes), a presidente da Fonte Água Viva, Andressa Pértile, e o diretor Amauri Pértile, a diretora de Assistência Social e Direitos Humanos, Beatriz Betoli Bezerra, a coordenadora de Proteção Social Especial, Maria Clara dos Santos Graciani, a superintendente da Fusame (Fundação da Saúde Americana), Lilian Franco de Godói, os representantes da DRADS (Diretoria Regional de Assistência e Desenvolvimento Social) de Campinas, Ana Obata e Milton Frungilo, o coordenador da Defesa Civil, João Miletta, a presidente do CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente), Mariana Zimermann, o presidente do CMAS (Conselho Municipal de Assistência Social), Luiz Rosa, e a vice-presidente do CMDPC (Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência), Janaína de Freitas.

Fonte: Assessoria Comunicação Prefeitura Americana

Compartilhe:

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
0%