Número de nascimentos cai para menor patamar da história em 2022, aponta IBGE

Jornal da Notícia

BEBES

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou dados que apontam um aumento no sub-registro de mortes em 2022, enquanto o número de nascimentos caiu para o menor patamar da história. Segundo o IBGE, o sub-registro de falecimentos foi quase três vezes maior do que o de nascimentos em 2022. Esses casos se referem aos eventos vitais não registrados no prazo legal previsto. Diversos fatores, como vulnerabilidades sociais e econômicas, dificultam o acesso de certos segmentos da população aos serviços de registro civil. Em 2022, 2.574.556 pessoas nasceram. Esse foi o menor número desde 2015. O estudo apontou que o sub-registro de mortes foi mais elevado entre os bebês com menos de 27 dias de vida. O levantamento também revelou que a maioria dos óbitos estimados ocorreu em hospitais ou estabelecimentos de saúde.

Em relação aos nascimentos, o Norte do país apresentou o maior percentual, com 5,14%, seguido pelo nordeste, com 1,66%. Já a região Sul registrou a menor proporção de sub-registro de nascimentos, com 0,21%. Entre as mães menores de 15 anos, a taxa foi de 8,06%. O estudo também apontou que em 2022 foram estimadas 501.339 mortes entre pessoas com mais de 80 anos, com o Maranhão apresentando a maior porcentagem nessa faixa etária.

 

Fonte: JP

0%