Helicóptero desaparecido em São Paulo é localizado em Paraibuna, diz Policia Militar

Jornal da Notícia

helicoptero-robinson-r44-do-regimento-de-aviacao-do-exercito-filipino-1679086588375_v2_1x1

O helicóptero que estava desaparecido no litoral de São Paulo desde o dia 31 de dezembro foi localizado nesta sexta-feira (12) em Paraibuna, de acordo com a Polícia Militar. Ainda não há informações sobre os tripulantes.

PM Localiza Helicóptero Desaparecido

A aeronave foi avistada por agentes que sobrevoavam a região a bordo do helicóptero Águia 24 da PM. O local é de difícil acesso e as equipes continuam os trabalhos para acessar os destroços da aeronave.

A Força Aérea Brasileira (FAB) vai descolar helicóptero com equipe de resgate para verificar sobreviventes e condições.

Familiares dos tripulantes já estão cientes da localização do helicóptero. Eles realizavam buscas por conta própria desde os primeiros momentos desta sexta.

Na madrugada de hoje, parentes de vítimas se encontraram para começar uma busca por terra com auxílio de cães farejadores, cedidos por uma empresa especializada.

Pela manhã, os familiares contaram que estiveram na torre que detectou pela última vez o sinal do celular do piloto, no KM 54,5 da Rodovia dos Tamoios.

O helicóptero Robinson R-44 prefixo PR-HDB deixou o Campo de Marte, na capital paulista, no início da tarde do dia 31 de dezembro, com destino a Ilhabela, no litoral norte.

A aeronave sumiu dos radares cerca de duas horas depois. A bordo estavam o piloto Cassiano Tete Teodoro, 44 anos; o empresário Raphael Torres, de 41, que teria contratado o voo para passear na praia com a amiga Luciana Rodzewics, de 46 anos, e a filha dela, Letícia Rodzewics, de 20.

Atualização:

A Polícia Militar confirmou que não há sobreviventes no acidente do helicóptero de prefixo PR-HDB, que estava desaparecido desde o dia 31 de dezembro e cujos destroços foram localizados na manhã desta sexta-feira (12).

A aeronave caiu em uma área de mata no município de Paraibuna, no Vale do Paraíba. Agentes do Comando de Aviação da Polícia Militar tiveram de chegar o local por meio de rapel, devido à dificuldade de acesso por terra.

Ainda não há informações sobre a operação de resgate dos corpos.

Quem eram as vítimas

Raphael Torres de Oliveira

Raphael tinha 41 anos e era proprietário da empresa Comexpharma Assessoria, Comércio, Representação, Importação e Exportação de Medicamentos.

Luciana Rodzewics

Luciana tinha 46 anos e era empresária e vendedora. Ela era amiga de Raphael havia cerca de 20 anos e foi convidada por ele para voar rumo ao litoral norte na véspera do Réveillon.

Letícia Ayumi Rodzewics Sakumoto

Filha de Luciana, Letícia tinha 20 anos e era dona de um salão de manicure na zona norte de São Paulo. Antes, ela teve uma loja de peças e acessórios para celular.

Cassiano Tete Teodoro

Era o piloto da aeronave. Tinha 44 anos e teve a licença e as habilitações cassadas em setembro de 2021 pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) por “condutas infracionais graves à segurança da aviação civil”. A Anac diz que ele chegou a recorrer, mas a decisão foi mantida.

Fonte: CNN

0%