Cozinha do Hospital Municipal de Americana recebe reforma e poderá preparar 1.500 refeições por dia

Jornal da Notícia

stor

A cozinha do Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi, em Americana, está passando por uma ampla reforma que deixará o espaço mais moderno e funcional. Após a conclusão das obras, a nova infraestrutura permitirá o preparo de 1.500 refeições por dia, que serão servidas a pacientes, acompanhantes e servidores da unidade hospitalar. Todo o projeto destaca a conformidade com as diretrizes das boas práticas de manipulação de alimentos.

Obras na Cozinha do Hospital Municipal de Americana

Atualmente, as refeições são produzidas por uma empresa terceirizada em uma cozinha industrial externa. “Após a reforma, as refeições serão preparadas no próprio hospital com acompanhamento e supervisão da equipe de nutricionistas da Santa Casa de Misericórdia de Chavantes (SCMC)” explica Carla Virgínia Borges, nutricionista coordenadora da SCMC, organização social responsável pela administração do HM por meio de gestão compartilhada com a Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Americana.

Segundo a nutricionista, o projeto da nova cozinha traz um design funcional e eficiente, que valoriza o fluxo das áreas de preparação de alimentos permitindo a produção de diversos tipos de refeições.

“Esta reforma vai proporcionar condições ideais para a produção e manipulação das refeições no próprio hospital. E isso vai ao encontro da perspectiva que temos, de oferecer mais conforto e humanização em todos os níveis da assistência”, afirma o secretário de Saúde, Danilo Carvalho Oliveira.

A parte de demolição da estrutura atual está sendo finalizada. As intervenções na rede de esgoto foram iniciadas, assim como a revisão do telhado. Os projetos de elétrica, hidráulica e da parte de caixilharia já foram contratados, de acordo com Tiago Morais, engenheiro responsável pela obra.

“Nos próximos dias vamos fazer o novo layout, que inclui a alteração dos banheiros do refeitório, ampliação da parte da cozinha e outras mudanças, a criação da nova rede de drenagem interna e intervenções elétricas”, acrescenta o engenheiro.

Fonte: Assessoria Comunicação Prefeitura de Americana

0%