Americana elege delegados para conferência estadual de gestão do trabalho e da educação na Saúde

Jornal da Notícia

dois

A Prefeitura de Americana, por meio da Secretaria Municipal de Saúde e do Conselho Municipal de Saúde (Comsaude), elegeu neste sábado (22) quatro delegados que representarão o município na 4ª Conferência Estadual de Gestão do Trabalho e Educação na Saúde. A eleição aconteceu ao final de uma Plenária Ampliada que teve como tema “Democracia, Trabalho e Educação na Saúde para o desenvolvimento: Gente que faz o SUS acontecer”. O evento foi realizado na FAM (Faculdade de Americana).

Americana Elege Representantes da Saúde para Conferência

Os delegados eleitos para a próxima etapa foram Maria Tereza da Silva Dias, representante dos trabalhadores, Antônio Jorge da Silva Gomes, representante da gestão, e os delegados Mário Augusto Garcia Simões e Célia Clarineide Franciscato Furlan, ambos representantes dos usuários da rede municipal de saúde.

“Não tenho dúvidas de que os temas discutidos são fundamentais para ampliarmos cada vez mais a qualidade do serviço público prestado pelos nossos profissionais do SUS. Em Americana, temos valorizado muito nossos servidores da Saúde, sempre buscando oferecer melhores condições de trabalho a todos. Quero aproveitar para agradecer a todos pelo trabalho realizado. Vocês são os profissionais que fazem o SUS acontecer”, disse o prefeito Chico Sardelli em mensagem aos participantes.

Esta etapa teve como objetivo promover uma análise da situação atual no município no segmento, com a participação de técnicos e representantes da comunidade, a fim de pautar as reais demandas e coletar sugestões para a discussão nos níveis estadual e nacional, com a revisão de diretrizes e propostas para o plano municipal de saúde.

“Quero dizer a todos os presentes que nós estamos numa perspectiva de avançar na gestão do trabalho, na educação em saúde e em um tema mais caro também, que é a prevenção e promoção. Não dá pra gente só tratar as pessoas quando estão doentes, nós temos que avançar numa perspectiva de promover saúde e, consequentemente, mais qualidade de vida. Por isso estamos aqui, para aperfeiçoarmos junto esse processo”, declarou o secretário de Saúde, Danilo Carvalho Oliveira.

A plenária contou com três eixos temáticos: Democracia, controle social e o desafio da qualidade na gestão participativa do trabalho e da educação em saúde; Trabalho digno, decente, seguro, humanizado, equânime e democrático no SUS: uma agenda estratégica para o futuro do Brasil; e Educação para o desenvolvimento do trabalho na produção da saúde e do cuidado das pessoas que fazem o SUS acontecer: a saúde da democracia para a democracia da saúde.

“Quero agradecer a todos os funcionários da Saúde que colaboraram para que essa conferência acontecesse. Nós vamos elaborar aqui muitas propostas que serão encaminhadas ao gestor, ele já atua com muitas, mas nós vamos propor outras diretrizes, essa é a nossa função, enquanto conselheiros”, afirmou o presidente do Comsaude, José Francisco Lembo.

“É uma oportunidade única que nós temos aqui hoje, para discutirmos as questões que envolvem o trabalho, a educação e a saúde. O que nós temos constatado em inúmeras visitas na rede é um avanço na estrutura dos serviços e nas capacitações. Tudo isso que vem acontecendo nessa gestão é de grande valia. Esse nosso encontro é para que possamos formular novas políticas de saúde no âmbito municipal”, enfatizou o presidente da Plenária Ampliada e vice-presidente do Comsaude, Márcio Yokota.

Após as discussões feitas em grupo pelos representantes de cada eixo, diversas propostas foram encaminhadas para a plenária final, onde ocorreu um debate e a seleção daquelas que serão encaminhadas à etapa macrorregional, marcada para acontecer em julho. A etapa estadual será realizada no mês de agosto.

“Agradeço toda a comissão organizadora, o secretário de Saúde e o presidente do Conselho Municipal de Saúde. Vocês são conhecedores do SUS e defensores e estimuladores do controle social. Ficamos muito felizes pela realização desse evento”, agradeceu a coordenadora da Plenária Ampliada e conselheira de saúde, Eliane Adriano Neves.

Dentre as propostas aprovadas e encaminhadas na plenária final no âmbito municipal estão a implementação de programas e políticas intersetoriais de educação continuada para gestores e trabalhadores; avaliação de desempenho dos trabalhadores; implementação do Núcleo de Educação Permanente e Humanização (NEPH); gestão participativa; comunicação eficaz; fluxos e protocolos voltados à equidade e humanização, entre outras.

Na esfera estadual, as propostas contemplaram o desenvolvimento de uma plataforma digital que permita a participação e educação contínua dos trabalhadores, gestores e usuários; criação de programas de formação e capacitação contínua para os trabalhadores da saúde e instituição de uma rede que promova a educação popular em saúde, valorizando os saberes locais.

Já na esfera federal, os participantes propuseram fortalecer a Política Nacional de Educação Permanente em Saúde (PNEPS); fortalecer junto aos governos e aos conselhos de saúde estadual e nacional a necessidade de criação de plano de cargos e carreira do trabalhador em saúde e desenvolver uma plataforma digital nacional que permita a participação e educação contínua dos trabalhadores, gestores e usuários,  implementando gestão participativa e humanizada, devidamente financiada e que incentive projetos nos municípios e Estados.

Depois das fases macrorregional e estadual, será realizada a etapa nacional, entre os dias 10 e 13 de dezembro, em Brasília.

Também estiveram no evento deste sábado o secretário adjunto de Saúde, Fábio Joner, o presidente da Fusame (Fundação de Saúde de Americana), Fábio Beretta Rossi, e a superintendente da Fusame, Lilian Santos de Godoi.

Fonte: Assessoria Comunicação Prefeitura Americana

Compartilhe:

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
0%