Al Ahly vence Al-Ittihad e vai enfrentar o Fluminense na semifinal

Placar 88

download
Time egípcio domina os donos da casa em Jedá e passa pela sexta vez das quartas do Mundial; Benzema joga mal e perde pênalti

A experiência internacional superou com sobras o time dos investimentos milionários. Com atuação superior, individual e coletivamente, o egípcio Al Ahly venceu o Al-Ittihad, da Arábia Saudita, por 3 a 1 nesta sexta-feira, e será o adversário do Fluminense na semifinal do Mundial de Clubes, segunda, às 15h (horário de Brasília), também em Jedá. Maâloul, de pênalti, El Shahat e Ashour marcaram os gols da vitória, e Benzema descontou nos acréscimos.

Principal astro do Al-Ittihad, o francês Karim Benzema não teve boa atuação na partida e ainda perdeu um pênalti no primeiro tempo, quando o placar ainda estava 1 a 0 para os egípcios. Ao marcar no fim para os saudita, o experiente francês chegou a seis gols em Mundiais da Fifa, apenas um atrás de Cristiano Ronaldo, maior artilheiro do torneio. Já o Al Ahly, atual campeão africano, chega à semifinal pela sexta vez em nove participações no torneio da Fifa, a terceira seguida.

Com apoio da torcida, que quase dividiu a arquibancada com os sauditas, o Al Ahly foi melhor que o Al-Ittihad no primeiro tempo. Teve mais chances claras de gol, mas só conseguiu abrir o placar graças a um erro do zagueiro Kadesh, que tocou com o braço na bola, pênalti marcado com ajuda do VAR e convertido por Maâloul, aos 20. Mesmo sem jogar bem, o time da casa também ganhou um pênalti de graça, em toque de Abdelmonem, outro lance apontado pelo VAR. Só que o astro Benzema bateu mal, e o goleiro El Shenawy defendeu.

Quando começava a ensaiar uma reação, sofreu dois gols de contra-ataque, em um intervalo de três minutos. Aos 13, El Shahat recebeu na área e acertou bonito chute cruzado, no canto de Al-Mayouf. Logo depois, Kahraba dá outra assistência, dessa vez para Ashour fazer o terceiro e praticamente selar a vitória. O gol de honra do Al-Ittihad saiu apenas aos 46, com Benzema pegando rebote após cabeceio de Hegazy na trave.

 

Fotos: REUTERS/Amr Abdallah Dalsh
Fonte: GE
0%