Programa Celular Seguro registra mais de 12 mil pedidos de bloqueio em 30 dias

Jornal da Notícia

roubo

Nos primeiros 30 dias de operação, o programa Celular Seguro, uma iniciativa do governo federal para combater roubos e furtos de celulares e smartphones, recebeu 12.591 pedidos de bloqueio. A ferramenta tem como objetivo inutilizar o aparelho que tenha sido roubado, furtado ou perdido.

Programa Celular Seguro

De acordo com informações do Ministério da Justiça, desde o dia 19 de dezembro, mais de 1.234.718 usuários se inscreveram no programa. Foram cadastrados 954.278 números de telefone e 818.850 nomes de pessoas de confiança. Os alertas registrados foram divididos em 5.496 casos de roubo, 3.965 de furto, 2.529 de perda e 601 de outras naturezas.

O estado de São Paulo lidera o ranking de alertas de bloqueio, com 3.288 pedidos desde o dia 19 de dezembro. Em seguida, aparece o Rio de Janeiro, com 1.567 pedidos, e a Bahia, com 940. A pasta da Justiça e Segurança Pública ressalta que, ao bloquear um aparelho, ele não poderá ser revendido. O programa não impõe limites para o cadastro de números, mas é necessário que estejam vinculados ao CPF do titular da linha para que o bloqueio seja efetivado. A ferramenta não oferece a opção de desbloqueio e deve ser utilizado apenas em casos de emergência. Caso o aparelho seja recuperado, o usuário deve entrar em contato com a operadora, bancos e outros fornecedores de serviços.

Fonte: Jovem Pan

0%