Polícia Militar de SP prende 78 no 1º dia da ‘saidinha’

Jornal da Notícia

viaturas-da-PM-Foto-Governo-de-SP

A Polícia Militar de São Paulo realizou a prisão de 78 pessoas em todo o estado por desrespeitarem medidas judiciais no primeiro dia de saída temporária, que teve início na terça-feira (12).

A Polícia Militar de São Paulo realizou a prisão de 78 pessoas em todo o estado por desrespeitarem medidas judiciais no primeiro dia de saída temporária, que teve início na terça-feira.

Dos detidos, 42 foram capturados na capital paulista, com cinco deles sendo encontrados no centro da cidade, conforme relatado pela Secretaria da Segurança Pública de São Paulo ao UOL. Em Campinas, interior do estado, outros 15 indivíduos foram presos por estarem fora de seus domicílios ou em locais não autorizados.

Dsde 2023, de acordo com uma portaria da SSP, os detentos flagrados violando as regras estabelecidas pelo Poder Judiciário são retornados ao sistema prisional. A mesma portaria permite que os policiais tenham acesso aos processos dos réus em liberdade condicional, permitindo que verifiquem se as regras da saída temporária estão sendo cumpridas durante as abordagens.

Os presos flagrados violando as medidas durante as “saidinhas” devem ser levados a uma unidade do IML para realização de exame de corpo de delito.

Em dezembro do ano passado, 712 pessoas foram presas durante a saída temporária de fim de ano no estado. Já em setembro, 142 sentenciados foram reconduzidos às unidades prisionais, enquanto outros 234 retornaram à prisão em junho de 2023.

A primeira saída temporária do ano permitiu que presos em regime semiaberto em São Paulo deixassem as unidades prisionais na terça-feira (13). O número total de beneficiados não foi divulgado pela SAP.

Fonte: Tribuna de Jundiaí

 

 

0%