Hortolândia é comtemplada pelo Governo do Estado com Praça da Cidadania e Programa Vida Longa

Jornal da Notícia

53678346291_711142c2a2_k

O governador Tarcísio de Freitas, que esteve na região nesta quinta-feira,  inaugurou em Hortolândia, a primeira unidade do programa Praça da Cidadania no interior de São Paulo. Com espaços de convivência, lazer e esportes, o equipamento conta com uma escola de qualificação profissional e serviços ao cidadão que estimulam o empreendedorismo, geram oportunidades e levam dignidade à população. Agora, são sete Praças da Cidadania em funcionamento em todo o estado.

“Esse é um dos projetos mais bonitos que a gente tem e vai abrir as portas para muita gente. A primeira praça do interior de São Paulo está aqui, em Hortolândia. Esse não é só um local de convívio e lazer. É um local de capacitação de transformação”, afirmou Tarcísio. “Isso é o que tem de mais importante quando se trata de desenvolvimento social, de superação. A gente acolhe, capacita e vai dar a porta de saída. Quantas pessoas vão poder sair da Praça da Cidadania para o mercado de trabalho e o emprego. Vão sair daqui com esperança. Isso é o legal nesse programa, por isso que fazer praça é tão bacana”, acrescentou.

A inauguração também reuniu a primeira-dama e presidente do Fundo Social de São Paulo, Cristiane Freitas, responsável por coordenar projeto no estado, o secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação, Marcelo Branco, o presidente do Conselho do Fundo Social, Filipe Sabará, deputados estaduais, prefeitos, vereadores e moradores da região do bairro Jardim Nova América.

O projeto foi implementado em parceria com a Companhia de Desenvolvimento Habitacional Urbano (CDHU), que elaborou os projetos executivos e gerenciou a obra. O investimento estadual na ação foi de R$ 6,17 milhões. A Praça oferece espaços de integração social e esportiva e a Escola de Qualificação Profissional do Fundo Social de São Paulo, que oferece cursos de capacitação para pessoas em situação de vulnerabilidade social e serviços ao cidadão. A nossa equipe de jornalismo esteve presente no evento para acompanhar a inauguração.

HABITAÇÃO

A Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação também anunciou nesta sexta-feira (26), que Hortolândia foi contemplada pelo Programa Vida Longa, através de um pacote de medidas para viabilizar a construção de 28 moradias para idosos em situação de vulnerabilidade e risco social, com vínculos familiares fragilizados, e em contrapartida, a Prefeitura se responsabiliza pela indicação dos beneficiários, pela doação dos terrenos onde serão construídas as moradias e pela gestão e manutenção do equipamento público.

“O anúncio das cartas de crédito imobiliário e do Programa Vida Longa demonstra que o nosso governo é um governo de diálogo. Nós mantemos uma boa relação tanto com o Governo Estadual quanto com o Governo Federal, e esta é mais uma demonstração”, afirmou o secretário de Governo de Hortolândia, Carlos Augusto César, o Cafu.

Além de receber o Programa Vida Longa, Hortolândia foi contemplada com 141 CCI (Cartas de Crédito Imobiliário) pelo programa habitacional Casa Paulista. As linhas de créditos anunciadas à Prefeitura permitirão que famílias de baixa renda negociem a compra do primeiro imóvel diretamente com as construtoras. O trâmite será realizado entre o comprador e a empreiteira. Em Hortolândia, os empreendimentos participantes do Programa Casa Paulista serão construídos no Jardim Nova Alvorada. O valor do subsídio por família será de R$ 13 mil reais.

0%