Homem mata companheira a facada em Campinas e depois sai para beber com primo

Jornal da Notícia

mulher

Um homem matou uma mulher de 37 anos, com uma facada no pescoço, no bairro DIC 5, em Campinas (SP), na noite de quinta-feira (2). De acordo com a Guarda Municipal de Paulínia (SP), o autor saiu para “beber com um primo”, em um bar da cidade, e acabou preso. Ele confessou o crime. O caso foi registrado como feminicídio.

Caso de Feminicídio em Campinas

A corporação informou que já tinha informações sobre o homem e a placa do veículo. Os agentes de segurança abordaram o suspeito e o primo quando eles chegavam ao bar. Quando foi questionado, Lucas André Martins Silvestre afirmou que havia brigado com a companheira e dado uma facada nela.

Patrícia Alves dos Santos foi casada com o homem por seis anos e se separou no ano passado. Ela já registrou dois boletins de ocorrência e também tinha uma medida protetiva contra ele. No entanto, ele informou à Guarda que eles estavam juntos novamente.

O homem foi encaminhado à delegacia, e vai permanecer preso. O primo foi relacionado no boletim de ocorrência como testemunha.

Segundo caso em 4 dias

Com a morte de Patrícia, a região de Campinas chega a nove feminicídios no ano. Antes do assassinato dela, a última vítima do crime tinha sido Milena Melotto, de 47 anos, morta a tiros pelo namorado na noite de domingo (28), em Indaiatuba (SP).

A legislação brasileira prevê, desde 2015, penalidades mais graves para homicídios que se encaixam na definição de feminicídio – ou seja, que envolvam “violência doméstica e familiar e/ou menosprezo ou discriminação à condição de mulher”.

Dos nove casos de feminicídios registrados neste ano na região de Campinas, cinco foram na metrópole. Veja números:

Campinas: 5

Sumaré: 2

Holambra: 1

Indaiatuba: 1

Fonte: G1

0%