Homem armado faz 17 reféns em ônibus na Rodoviária do Rio e se entrega após 3 horas

Jornal da Notícia

criminoso-mantem-18-refens-em-onibus-em-rodviaria-na-regiao-central-do-rio-de-janeiro-651x450

O criminoso armado que fez disparos e 17 reféns em um ônibus da Viação Sampaio, na Rodoviária do Rio, no Centro, na tarde desta terça-feira (12), se entregou após 3 horas de negociação. Todos os passageiros foram liberados.

Uma equipe do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), da Polícia Militar, foi acionada para a ocorrência. A área foi isolada, e um negociador foi chamado para fazer a mediação com o sequestrador.

Homem Faz Reféns em Rodoviária do Rio de Janeiro

Por volta das 17h, o criminoso fez mais dois disparos, dessa vez, contra os agentes do Bope. Nenhum agente se feriu. Não se sabe a motivação do sequestro.

Segundo a polícia, duas pessoas foram baleadas. Uma das vítimas levou três tiros e foi encaminhada para o Hospital Souza Aguiar. O homem, identificado como Bruno Lima de Costa Soares, de 34 anos, foi atingido no tórax e no abdômen. Ele foi encaminhado à cirurgia e, segundo o hospital, corre risco de vida.

A segunda vítima foi ferida com estilhaços e atendida inicialmente no posto médico da própria rodoviária. Ela não havia sido identificada até a última atualização desta reportagem.

“A equipe do Bope está em negociação efetiva para que a gente possa, ao longo da negociação, fazer com que esse criminoso se entregue e as pessoas sejam liberadas”, disse o porta-voz da PM, coronel Marco Andrade, antes do homem se render.

Um homem disse que viu o momento em que o bandido sacou a arma.

“Eu estava na passarela quando o rapaz sacou a arma, começou a trocar tiros, baleou o rapaz e entrou no ônibus. Tenho dois amigos que estão dentro do ônibus. Todo mundo desesperado, a gente não sabe o que vai acontecer”, disse Carlos Saraiva.

Uma passageira disse que o ônibus percorreu 500 metros quando o ar-condicionado quebrou. O motorista decidiu, então, retornar ao terminal para fazer o reparo.

Já na rodoviária, alguns passageiros decidiram descer porque estava muito quente. Foi quando o sequestrador, que, segundo ela, já estava no veículo, fez os disparos.

Um dos passageiros contou que o ônibus, de dois andares, tinha como destino Juiz de Fora (MG), mas foi rendido pelo criminoso, que fez disparos. Os tiros atingiram Bruno.

Trinta e sete pessoas compraram passagem para Juiz de Fora, mas não se sabe quantas chegaram a embarcar.

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada às 15h.

Todas as lojas do terminal foram esvaziadas, e várias ruas da região foram interditadas.

“Estou monitorando todo o trabalho das nossas forças de segurança na Rodoviária Novo Rio. Negociadores do Bope estão atuando no local. Determinei dedicação máxima dos policiais”, postou o governador Cláudio Castro.

O que dizem a empresa e a concessionária

Nota da Viação Sampaio:

“A Viação Sampaio informa que o ônibus sequestrado na Rodoviária Novo Rio é da linha Rio de Janeiro-Juiz de Fora (MG), operada pela Viação Útil, que partiria às 14h30 da tarde de hoje.

Foram vendidas 37 passagens para a parte superior do ônibus, que é da categoria executiva, e 6 passagens para a parte inferior, que opera na categoria leito.

Uma equipe da Viação Sampaio está no local para prestar assistência aos passageiros envolvidos neste caso de violência. Lamentamos profundamente o ocorrido, ainda sem detalhes, e daremos o apoio possível aos clientes e funcionários da empresa”.

Nota da concessionária:

A concessionária que administra a rodoviária informou que houve uma ocorrência dentro de um ônibus na plataforma central.

“Imediatamente acionamos as autoridades policiais e Bombeiros que já estão no local. Assim que tivermos mais detalhes sobre o fato, faremos novo posicionamento. A referida área já foi isolada para proteção de todos os passageiros. Aguardamos a ação das autoridades no local”, dizia a nota.

A concessionária orientou ainda que as pessoas com passagens marcadas para esta tarde remarquem a viagem junto às empresas de ônibus. É possível solicitar a troca ou o cancelamento. Os passageiros que estão no local foram direcionados para áreas seguras. Outros já deixaram o terminal.

Fonte: G1

0%