Guarujá proíbe caixas de som na praia com multas acima de R$ 1 mil

Jornal da Notícia

musica-praia_foletto

A Prefeitura da cidade de Guarujá, no litoral de São Paulo, começa a apreender caixas de som ligadas na faixa de areia das praias municipais.

A medida, tomada após um alto número de ocorrências por som abusivo no final de ano, também conta com uma multa que ultrapassa R$ 1 mil. A Fiscalização do Comércio Ambulante e Posturas atua nas praias diariamente, de segunda-feira a domingo, em esquema especial e reforçado durante a alta temporada.

Guarujá Proíbe Caixas de Som na Praia

Anteriormente, a rotina era de orientação e conversa com os banhistas, solicitando o desligamento do aparelho de som. No entanto, a partir desta semana, o som passa a ser apreendido, já que existe sinalização da proibição em todas as praias, além da distribuição de panfletos e orientação de fiscais. A medida conta com o reforço de 200 policiais militares e da guarda municipal.

A determinação já está valendo desde segunda-feira (8). De acordo com a prefeitura, o Guarujá registrou mais de 4,7 mil ocorrências por som abusivo em seis praias da cidade entre o Natal e o Ano Novo.

O que não é permitido nas praias do Guarujá

-Animais;

-Caixas de som;

-Proibidos amplificadores de som;

-Tendas, barracas ou similares;

-Churrasco (churrasqueira e similares);

-Bicicletas

0%