Em missão histórica, Japão se torna o 5º país do mundo a pousar na Lua

Jornal da Notícia

9b7ed71dd42178a08f6e5c7cdec7ab275291c36c

O Japão conseguiu pousar uma sonda não-tripulada na Lua nesta sexta-feira (19), tornando-se a 5ª nação do mundo a conseguir esse feito, segundo dados iniciais da Jaxa, a Agência Espacial Japonesa. Até então, somente os Estados Unidos, a antiga União Soviética, a China e a Índia tinham alcançado esse marco.

A sonda SLIM (módulo de pouso inteligente para investigar a Lua, na sigla em inglês) fez uma alunissagem (termo para um pouso lunar) por volta das 12h20 no horário de Brasília, ainda de acordo com a Jaxa.

A agência, porém, ainda está confirmando a conexão com o módulo lunar para saber se o pouso foi de fato bem-sucedido. A transmissão ao vivo da missão foi suspensa, mas uma coletiva de imprensa anunciará mais detalhes em breve. A expectativa é de que isso ocorra perto das 15h da tarde no horário de Brasília, informou a agência na live.

E as perspectivas do Japão eram altas, pois a missão vai determinar a capacidade do país de realizar um pouso de alta performance na superfície lunar. Apelidado de Moon Sniper (Atirador Lunar), o módulo do Japão tinha como objetivo conseguir o “pouso mais preciso” até ao momento já feito na Lua. A Jaxa, no entanto, levará cerca de um mês para verificar se o SLIM alcançou os seus objetivos de alta precisão.

O pouso estava programado para ocorrer na cratera Shioli, perto do equador do nosso satélite natural. Se tiver dado certo, esse será outro marco importante para o país. Pois pousar no solo lunar é uma tarefa muito difícil, ainda mais com tanta precisão como almejava o Japão.

A expectativa da Jaxa era fazer um pouso num local com apenas 100 metros de diâmetro, numa região próxima de encostas.

0%