Americana reforça combate à dengue com apoio de leituristas da CPFL Paulista

Jornal da Notícia

cpfl-1

Uma parceria firmada entre a Secretaria Municipal de Saúde, por meio da Uvisa (Unidade de Vigilância em Saúde), e a CPFL Paulista reforçou as ações de combate à dengue em Americana. Leituristas da concessionária de energia elétrica estão auxiliando o PMCD (Programa Municipal de Combate à Dengue) com informações sobre imóveis que apresentam potenciais criadouros do mosquito transmissor da doença.

Parceria CPFL e Prefeitura de Americana

Durante o procedimento de verificação do consumo de energia, os funcionários da companhia também deixam em cada imóvel um panfleto com orientações sobre sintomas da doença e os cuidados necessários para evitar a proliferação do Aedes aegypti. A parceria busca reforçar a conscientização sobre as formas de prevenção à doença.

“É um reforço a mais na mobilização contra a dengue, um complemento importante nas ações de combate. A indicação dos leituristas pode colaborar muito com as ações em imóveis”, destaca o coordenador da Vigilância Ambiental, Antônio Jorge da Silva Gomes.

“Trata-se de uma questão de saúde pública e todos devem contribuir fazendo a sua parte, com engajamento na eliminação dos criadouros”, comenta a consultora de relacionamento da CPFL Paulista na região, Talita Pinotti.

O vetor

O mosquito Aedes aegypti se reproduz na água limpa e parada. Para evitar sua proliferação, os moradores devem acondicionar corretamente o lixo doméstico, manter sempre bem tampados tonéis e caixas d’água, manter as calhas desobstruídas, acondicionar pneus e materiais inservíveis protegidos das chuvas, manter os pratos que ficam sob vasos de plantas sempre secos, entre outras medidas sanitárias.

Todo material que retém água é considerado um potencial criadouro do mosquito. Por isso é tão importante observar nos imóveis, tanto na área externa quanto interna, se há água parada e eliminá-la.

A doença

Os sintomas da dengue são febre, prostração geral, falta de apetite, dores musculares e articulares, dor no fundo dos olhos, cansaço, fadiga, enjoo, vômito, diarreia, entre outros. Em muitos casos ocorrem manchas vermelhas pelo corpo e nem todos os sintomas ocorrem ao mesmo tempo.

Há casos, inclusive, cuja manifestação é leve, apenas com um pouco de febre e dor pelo corpo, porém a dengue não causa coriza, situação que é facilmente diferenciada de um resfriado comum.

Fonte: Assessoria Comunicação Prefeitura Americana

 

0%