Americana participa de mutirão metropolitano contra a dengue neste sábado

Jornal da Notícia

167588460463e3f83c2b3db_1675884604_3x2_rt

A Prefeitura de Americana, por meio da Secretaria de Saúde, vai participar neste sábado (16) do mutirão regional contra a dengue. A iniciativa é do Conselho de Desenvolvimento da RMC (Região Metropolitana de Campinas) para envolver os 20 municípios que compõem a região.

Dentre as ações propostas, estão atividades de campo para remoção de criadouros do mosquito Aedes aegypti, mutirões de limpeza, atividades educativas e de mobilização social, fiscalização de imóveis, entre outras medidas.

“Nós já estamos com uma campanha em andamento na cidade, com ações em várias frentes, tanto na área assistencial, quanto no controle do mosquito, como também nas ações educativas. Mas esta ação integrada é uma medida que vai reforçar ainda mais o controle da dengue”, avalia o secretário de Saúde, Danilo Carvalho Oliveira.

Em Americana, o PMCD (Programa Municipal de Controle da Dengue) vai atuar com um mutirão para recolhimento de criadouros do mosquito. A ação vai percorrer o Parque Gramado, das 8h às 16h. O mutirão já vem sendo realizado no município desde o dia 6 de fevereiro, quando foi lançada a campanha “Americana contra a dengue – Um mosquito não é mais forte que uma cidade inteira”.

Além do mutirão, a campanha engloba outras ações, como revisão e atualização do fluxo de manejo clínico e coleta de exames para diagnóstico, mobilização junto às escolas municipais e estaduais, distribuição de folhetos e cartazes, visitas de casa em casa com remoção de criadouros e orientações, e atividades educativas em locais de grande circulação de pessoas.

No mutirão, os agentes visitam os imóveis e recolhem todo tipo de material em desuso que possa acumular água, como pneus, latas, tambores, cisternas, garrafas, entre outros. O procedimento também ocorre em terrenos baldios.

Nos imóveis edificados, a retirada é feita sob a supervisão e autorização do morador e/ou proprietário. Nesta ação, os agentes não retiram lixo comum e nem móveis ou similares descartados pelos moradores.

“Além do mutirão para remoção de criadouros, também estamos atuando junto às escolas municipais e estaduais, com atividades desenvolvidas pelos professores junto aos alunos. É fundamental que a população esteja alerta e que todos os setores da sociedade se envolvam e nos ajudem nessa luta”, destaca o diretor da Uvisa (Unidade de Vigilância em Saúde), Antônio Donizetti Borges.

“Nós já recolhemos mais de cinco toneladas de criadouros e temos intensificado as visitas de casa em casa. É muito importante que as pessoas se conscientizem de que é preciso eliminar os materiais que possam reter água e assim, evitar que o mosquito se reproduza”, acrescenta o coordenador da Vigilância Ambiental, Antônio Jorge da Silva Gomes.

Desde o início do ano, Americana registrou 211 casos confirmados de dengue.

 

Fonte: Prefeitura de Americana

0%