Americana lança Programa de Educação Pela Paz nas Escolas da Rede Municipal

Jornal da Notícia

Odir, Chico e Ghizini

A Prefeitura de Americana adota, em 2024, o Programa de Educação pela Paz nas Escolas da Rede Municipal. A apresentação do projeto para diretores ocorre nesta segunda-feira (13). O piloto será iniciado pela Casa da Criança Arapiranga, no Jardim da Paz, com o desenvolvimento do Projeto Abraçar. No Ensino Fundamental, será implantado o “Professor Mediador de Conflito nas Escolas”, com a designação de um professor por unidade.

Programa Educação Pela Paz em Americana

O Programa de Educação Pela Paz tem o objetivo de promover uma Cultura de Paz, destacando valores, atitudes e tradições fundamentados em comportamentos e estilos de vida pautados no fomento da paz entre as pessoas, reconhecendo a necessidade de eliminar todas as formas de discriminação e intolerância. A medida vai beneficiar mais de 12,6 mil estudantes de 50 escolas da rede.

O prefeito de Americana, Chico Sardelli, ressaltou a relevância do programa para o município. “Precisamos zelar pelas nossas crianças, para que elas cresçam e se desenvolvam em um ambiente saudável, inseridas em uma educação que promova a paz”, destacou.

A iniciativa está integrada à Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), que estabelece ações destinadas a promover a Cultura da Paz nas escolas, e à legislação municipal sobre o tema. A medida também complementa a contratação de psicólogos via concurso público para acompanhar a rotina das escolas

Ao comentar a nova ação, o vice-prefeito de Americana, Odir Demarchi, lembrou do programa Núcleo de Segurança Escolar, criado para reforçar e ampliar a segurança nas unidades escolares municipais. “Americana avança mais um passo no estabelecimento de um ambiente seguro para nossas crianças”, disse.

O Núcleo de Segurança Escolar inclui a presença da Guarda Municipal de Americana (Gama) nas escolas, nova patrulha escolar, a implantação do Botão do Pânico – tecnologia que permite o acionamento imediato da guarda em caso de emergência – e o treinamento de educadores para atuarem em situações extremas, além da criação de um canal direto e comunicação entre gestores e os patrulheiros.

A implantação do Programa de Educação pela Paz nas Escolas prevê a formação para equipes de supervisão, gestão e coordenação pedagógica; a articulação de ações entre as secretarias de Educação, de Saúde, de Assistência Social e Direitos Humanos para acompanhar a política pública no âmbito da saúde mental; a promoção da comunicação e transparência das ações e o desenvolvimento de projetos pelas escolas, envolvendo as famílias na melhoria da qualidade de vida dos estudantes.

O secretário de Educação, Vinicius Ghizini, citou a necessidade de engajar as pessoas e a sociedade em formas mais lúcidas e inteligentes de se relacionar. “Promover a Cultura de Paz nas escolas da rede é uma escolha da administração Chico Sardelli e Odir Demarchi para impactar positivamente na conduta social do cidadão e representa um avanço nas políticas públicas adotadas recentemente”, afirmou.

O Projeto Abraçar vai trabalhar, na Educação Infantil, o estabelecimento de relações permeadas pela afetividade, autonomia, responsabilidade, domínio pessoal e sentimento de pertencimento. Já no Ensino Fundamental, o “Professor Mediador de Conflito nas Escolas” será escolhido pela equipe gestora, para atuar na mediação de conflitos junto a estudantes do 6º aos 9º anos.

Fonte: Assessoria Comunicação Prefeitura Americana

0%