Alunos de Santa Bárbara são estimulados a atuarem como agentes contra a dengue

Jornal da Notícia

palestra dengue ccz 03 imprensa

O Departamento de Vigilância em Zoonoses de Santa Bárbara d’Oeste, vinculado à Secretaria de Saúde, realizou nesta semana diversas palestras para os alunos da Rede Municipal de Ensino, visando estimular que atuem como agentes contra o Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika vírus, chikungunya e febre amarela urbana. Mais de 120 educandos da APAE, no Siqueira Campos, e Emefei “Professora Antônia Dagmar Rosolen”, no Sartori, receberam as orientações.

Alunos Agentes da Dengue em Santa Bárbara

Interagindo com os estudantes, a chefe do Setor de Combate de Vetores, a bióloga Jéssica Caroline Sebastião, abordou sobre ciclo de vida do mosquito, sintomas, transmissão e principalmente o controle de criadouros. Além disso, durante o encontro, os participantes também conferiram a exposição de animais sinantrópicos do Laboratório Entomológico da Divisão de Controle de Vetores.

No começo do mês, em outra ação a equipe do setor capacitou cerca de 100 dirigentes e coordenadores das unidades de educação municipal no Centro Ecológico de Santa Bárbara (CESB), no bairro São Joaquim. As orientações foram focadas nos cuidados com possíveis criadouros nos prédios escolares, bem como em ações pedagógicas a serem desenvolvidas junto aos alunos.

Ainda com foco nas crianças, durante o “Dia D – Mutirão de combate ao Aedes”- promovido no dia 24 de fevereiro, em parceria com a EPTV Campinas, um dos focos da iniciativa também foi a abordagem às crianças, por meio da experiência “Agente Mirim de Combate à Dengue”. Na ocasião, o jovem Kauan Geijo Marfim, de sete anos, filho da agente de controle de endemias, Mônica Geijo Costa Marfim, foi um dos responsáveis por orientar e interagir com os adultos e demais crianças que passavam pelo local, enfatizando a importância de toda a família vistoriar os imóveis e eliminar possíveis criadouros do mosquito.

Ações

A Secretaria de Saúde, por meio do Setor de Combate às Endemias do Departamento de Vigilância em Zoonoses (DVZ), segue com ações intensificadas de combate ao mosquito Aedes aegypti em várias regiões do Município. O trabalho ininterrupto é priorizado em regiões com casos positivos ou com aglomerado de casos suspeitos e, também, em bairros onde o monitoramento entomológico realizado diariamente indica alto índice de circulação de mosquitos, objetivando a remoção de criadouros e orientações à população.

A pasta ressalta a importância de receber os agentes de controle de endemias para obter informações importantes sobre medidas simples que podem prevenir doenças graves. Todas as ações são gratuitas e não há cobrança de taxa para nenhum serviço ou produto utilizado.

Prevenção

Além das ações realizadas pela Prefeitura, é fundamental que o cidadão tenha alguns cuidados para evitar a proliferação do mosquito, sendo dever de todos eliminar os criadouros. Confira algumas medidas:

– Utilizar tampas e telas para vedar baldes e tambores de armazenamento de água;

– Armazenar objetos em local coberto, ou descartar, de forma adequada, o material que não vai mais utilizar. O Município dispõe de Ecopontos e do serviço de coleta de resíduos regular;

– Limpar as calhas e caixas d’água;

– Não armazenar pneus e garrafas em local descoberto;

– Não deixar plantas na água, utilizando sempre vasos com terra;

– Verificar a drenagem dos vasos de planta, para que não acumulem água;

– Não utilizar pratinhos embaixo dos vasos;

– Evitar bromélias, em centros urbanos, pois elas também servem como criadouro de Aedes aegypti;

– Usar telas nas caixas d’água;

– Limpar e fazer o tratamento adequado nas piscinas.

Em caso de sintomas como febre alta, dor de cabeça, dor no fundo dos olhos, manchas vermelhas e dores no corpo, o cidadão deve procurar pela unidade de saúde mais próxima de casa e não se automedicar – já que alguns medicamentos podem agravar o quadro.

Fonte: Assessoria Comunicação Prefeitura Santa Bárbara

0%