Xuxa é condenada a pagar R$40 milhões por plágio de personagens infantis

Entretenimento

capa-empresa-de-xuxa-condenada-pagar-40-milhoes-reproducao_3550

A Xuxa Promoções & Produções, empresa de Xuxa Meneghel, foi condenada a pagar mais de R$ 40 milhões por apropriação dos personagens de A Turma do Cabralzinho. A decisão da Justiça do Rio, homologada nesta quarta-feira (13), é resultado de uma disputa que durou mais de 20 anos nos tribunais. A briga teve origem quando o publicitário mineiro Leonardo Soltz acusou a empresa da famosa de plagiar seus personagens inspirados nos 500 anos da chegada dos portugueses ao Brasil.

De acordo com o blog de Ancelmo Gois no jornal O Globo, o cálculo do valor foi feito após uma perícia que levou em conta a tiragem da revista publicada, reprodução de imagens e outros ganhos que teriam sido derivados do uso dos personagens.

A causa foi ganha por Soltz e seus advogados, Ricardo Loretti, Lívia Ikeda e Antônio Ferraço, do Sergio Bermudes Advogados, e também o escritório Weikersheimer e Castro. Porém, ainda cabe recurso.

0%