Spa é aberto para adultos que gostam de ser tratados como bebês

Entretenimento

Spa
Frequentadores têm hora para brincar, horário de lanche, ouvem histórias, entoam canções de criança e de ninar, colorem e curtem a tradicional hora da soneca

Cada vez mais spas mundo afora estão investindo em nichos “fora do padrão”. Existem alguns para amantes de cerveja. Outro exemplo disso é o que foi inaugurado em Atkinson, uma pequena cidade de New Hampshire (EUA), dedicado a pessoas que gostam de usar fraldas.

Não são pessoas que necessitam de fraldas geriátricas, mas clientes que gostam de brincar de ser criança.

A inauguração deixou muitos dos 7 mil moradores da cidade perplexos, contou a Fox News.

O Diaper Spa “nutre e mima todos os amantes e entusiastas de fraldas em experiências ricamente envolventes”, segundo o seu site.

O spa se classifica como “uma zona segura e livre de julgamentos”.

No local, os clientes têm hora para brincar, horário de lanche (com menu infantil, obviamente), ouvem histórias, entoam canções de criança e de ninar, colorem, curtem a tradicional hora da soneca e, é claro, têm as suas fraldas trocadas.

Os serviços anunciados incluem um cuidado de spa infantil “Adult Baby-Diaper Lover” por US$ 300 (cerca de R$ 1.485) por hora e uma “experiência de spa premium para o pequeno dentro de você”, durante todo o dia, por US$ 1.500 (R$ 7.430).

“No verão, você pode brincar com suas boias de braço à beira da piscina, fazer um piquenique debaixo da árvore com seu ursinho de pelúcia, jogar bolinha de gude no pátio ou se balançar no balanço da varanda da frente e servir chá para suas bonecas. No inverno, podemos fazer anjos de neve, construir bonecos de neve, beber chocolate quente sob nuvens de chantilly e granulado e decorar bonecos de gengibre ou biscoitos de açúcar”, anuncia o site do spa.

Com três filhos, Kayla Gallagher, moradora de Atkinson, disse ao jornal “The Eagle-Tribune” que está preocupada porque o Diaper Spa fica perto de um parque infantil e teme que ele atenda clientes com fetiche sexual.

“Isso é algo a que nunca estarei disposta a expor meus filhos. Então agora não poderemos mais usar aquele parque”, acrescentou ela.

Fotos: Page Not Found
Fonte: Page Not Found
0%