Mulher é presa após ir a loja nua e armada

Entretenimento

mulher
Americana disse ter tomado seis doses de bebida alcoólica antes de se dirigir ao estabelecimento, na Flórida

Uma mulher foi presa após ir nua a uma loja de conveniência em St Petersburg (Flórida, EUA) na noite de domingo (28/10).

No estabelecimento, Celia Barrett, de 35 anos, que portava um descascador de legumes afiado, ameaçou funcionários e se masturbou na frente dos policiais que foram atender à ocorrência.

Ao chegar à loja, Celia começou a gritar, referindo-se a um episódio no mesmo local, uma filial da rede RaceTrac, no dia anterior, contou o site “The Smoking Gun”, especializado em crimes nos EUA.

No sábado (27/1), agentes que foram ao local após denúncia alertaram Celia que ela não deveria voltar à loja.

Mas Celia não deu ouvidos. Na RaceTrac, a americana derrubou uma vitrine com bebidas energéticas e lançou ao chão vários maços de cigarro.

Um dos funcionários ameaçados disse à polícia que a agressora dizia que o mataria.

Em delegacia, Celia disse estar embriagada, tendo tomado seis doses de bebida alcoólica antes de se dirigir à loja.

Acusada de agressão agravada, intoxicação desordenada, invasão de propriedade, dano criminoso e exposição de órgãos sexuais, Barrett está detido na prisão do condado.

Sua extensa ficha criminal inclui condenações por agressão, prostituição, danos criminais e porte de narcóticos.

Fotos: Page Not Found
Fonte: Page Not Found
0%