Vítor Pereira cobra Corinthians na Justiça

Placar 88

rib9930-2
Veja todos os detalhes do processo do técnico português contra o clube

Vítor Pereira entrou com um processo trabalhista contra o Corinthians. Na ação, o ex-técnico do clube cobra cerca de R$ 7,5 milhões pelo não recebimento de verbas referentes a FGTS, férias e 13º salário durante os quase nove meses em que esteve no Timão.

A reclamação trabalhista foi protocolada e corre no Tribunal Regional do Trabalho 2, em São Paulo. O técnico português deixou o clube no fim de 2022, alegando questões familiares para não renovar o contrato, mas logo em seguida acertou com o Flamengo, gerando revolta no clube e torcedores.

Segundo declarado no processo, Vítor Pereira recebia algo em torno de R$ 2 milhões mensais do Corinthians. O contrato firmado entre o treinador e o Timão, que vigorou entre março e dezembro de 2022, previa o valor total de no mínimo 2,8 milhões de euros (pouco mais de R$ 15 milhões).

Em março de 2023, o técnico português enviou uma comunicação ao Corinthians para cobrar os valores restantes entre o que foi recebido por ele e o que estava previsto como mínimo total. Esse valor girava em torno de 480 mil euros (cerca de R$ 2,6 milhões na cotação atual).

Entretanto, em resposta ao técnico, o clube disse reconhecer dívida de 44 mil euros (R$ 236 mil). Complementando, ainda, que no valor que lhe era pago mensalmente incluía verbas de fundo de garantia.

No processo, os advogados de Vítor Pereira alegam a impossibilidade de os valores referentes ao FGTS já estarem englobados no contrato e o que estava previsto no instrumento era apenas as horas extras referentes a jogos e viagens.

O português chegou a ingressar com uma ação no CAS da FIFA, a corte arbitral da instituição máxima do futebol, mas na recente ação ajuizada na justiça brasileira destacou que o processo na Fifa não engloba as verbas trabalhistas agora reclamadas.

Dessa forma, os pedidos de Vítor Pereira para chegar no montante dos R$ 7,5 milhões são referentes à diferença do FGTS, férias proporcionais, 13º salário proporcional e multas previstas na CLT que o treinador alega fazer jus.

Vítor Pereira deixou o Corinthians com 26 vitórias, 21 empates e 17 derrotas em 64 jogos, um aproveitamento de 51,6%. O Timão foi vice-campeão da Copa do Brasil no período e termina o Campeonato Brasileiro em quarto lugar.

Após comandar o Flamengo em passagem por menos de quatro meses, o português acertou com Al Shabab, da Arábia Saudita.

Fotos: Marcos Ribolli
Fonte: GE
0%