Athletico chega a acordo com Cuca para comandar

Placar 88

foto-61-jpg
Anuncio oficial ainda não foi feito, mas deverá acontecer ainda hoje

As negociações já tinham avançado e nas últimas horas o martelo foi batido: Cuca é o novo técnico do Athletico.

O treinador era o nome favorito do presidente Mario Celso Petraglia desde o ano passado para comandar o time no ano do centenário.

O clube deve confirmar já nas próximas horas o contrato de um ano com Cuca.

Internamente a diretoria já discute como fazer o anúncio do treinador e a assessora pessoal de Cuca tem conversado com o clube.

No ano passado, Cuca chegou a ser procurado pelo Athletico. Mas alegou querer primeiro resolver questões particulares e no campo a necessidade de voltar a trabalhar em um projeto “vencedor”. Na época, a decisão do treinador incomodou a diretoria.

Mas após o Tribunal de Berna ter anulado a sentença que havia condenado o técnico de coação e ato sexual, o treinador chegou a confidenciar a algumas pessoas ligadas ao Athletico que poderia assumir agora o comando do time e fosse chamado novamente. Uma conversa com Petraglia, neste domingo, alinhou a questão, mas faltavam alguns detalhes.

O nome não era unanimidade internamente. O Athletico chegou a fazer uma consulta ao técnico Mano Menezes, porém o treinador está em viagem fora do Brasil.

Em junho do ano passado, após a demissão de Paulo Turra, Cuca também surgiu como possível nome para assumir o Athletico. Isso gerou manifestações pró e contra a contratação entre os torcedores do Furacão nas redes sociais. Entre as manifestações, a torcida Atleticaníssimas tem se posicionado contrária ao nome do treinador em postagens.

A repercussão nas redes sociais, mais uma vez, tem sido intensa com diversos grupos femininos ainda lembrando que se inicia nesta segunda-feira a semana da mulher.

Passagem-relâmpago pelo Corinthians

O último clube de Cuca foi o Corinthians.

Ele teve a contratação anunciada pelo time paulista no dia 20 de abril de 2023, dando origem a uma onda de protestos.

Parte da torcida do Timão não aceitou o acerto por causa da condenação por ato sexual com menor e coação em 1989, na Suíça. A diretoria dizia acreditar na inocência do treinador, que assim se declara.

Na apresentação, Cuca disse que por três vezes não havia sido reconhecido pela garota como um dos abusadores, o que foi desmentido pelo advogado da vítima, o suíço Willi Egloff.

Com a pressão cada vez maior, Cuca pediu demissão no dia 27 de abril, logo após a vitória do Corinthians nos pênaltis sobre o Remo, na Neo Química Arena, pela terceira fase da Copa do Brasil.

Desafio inicial no Athletico

O novo treinador do Athletico terá como desafio as quartas de final do Campeonato Paranaense.

O Furacão perdeu para o Londrina, por 1 a 0, no sábado, no Estádio do Café, pelo jogo de ida.

A volta será no domingo, às 18h30, na Ligga Arena. O Rubro-Negro precisa vencer por dois gols ou mais de diferença para avançar às semifinais. Se ganhar por um gol, a decisão vai para os pênaltis.

O Athletico tem ainda em 2024 a disputa da Copa do Brasil (a partir da terceira fase), o Campeonato Brasileiro e a Copa Sul-Americana. O clube completa 100 anos no dia 26 de março.

Fotos: GE
Fonte: GE
0%